Rola Moça

O nome curioso vem de um “causo” mineiro imortalizado por Mário de Andrade num poema. Ele conta que um casal, após a cerimônia de casamento, cruzou a serra de volta para casa, ao que o cavalo da moça escorregou no cascalho e caiu no fundo do grotão. O marido, desesperado, esporou seu cavalo ribanceira abaixo e "a Serra do Rola-Moça, Rola-Moça se chamou".