| ATITUDE E SENSAÇÃO

A comunidade Asa Branca na Curicica tem duas turmas de bate-bolas: Atitude e Sensação. Durante um ano documentamos estas turmas com nossa equipe, e como resultado realizamos uma exposição de fotos na Associação de Moradores da comunidade. Foi uma emoção fazer essa exposição, trazendo auto estima e orgulho para quem conserva com tanta a garra esta tradição. A exposição teve itinerância na Arena Dicró, e foto publicada no livro @rio450.

asa_branca (6)
bate bola
IMG_2144
bate bola
bate bola
bate bola
bate bola
bate bola
bate bola
IMG_20140927_171523
Exposição da fotografa rosa bernarde
Exposição da fotografa rosa bernarde
Exposição da fotografa rosa bernarde
Exposição da fotografa rosa bernarde
Exposição da fotografa rosa bernarde

Os foliões conhecidos como clóvis ou bate-bolas fazem parte de uma tradição carnavalesca há décadas presente nas ruas dos subúrbios do Rio de Janeiro. A tradição encontrou terreno fértil na zona oeste durante o início do século XX, quando matadouros instalados na região forneciam as bexigas de bois e porcos usadas para produzir as primeiras bolas. A disputa de espaço nas ruas realizada pelas turmas de clóvis é um tipo de diversão típica das áreas mais rurais da cidade.
.
Em 2012, a Prefeitura declarou os grupos de foliões carnavalescos denominados clóvis ou bate-bola como Patrimônio Cultural Carioca de Natureza Imaterial. O decreto leva em consideração a importância desses grupos como personagens típicos do carnaval que refletem a forma alegre e irreverente da população suburbana festejar. E ainda, a capacidade popular de produzir uma manifestação tradicional como forma de resistência à massificação da folia.

Viva os bate-bola e cultura popular carioca.